Contos eróticos, relatos eróticos e histórias pornô. Queroumencontro.com
Queroumencontro.com
Envie você também o seu relato erótico, conte suas experiências, fetishes e desejos. Queroumencontro.com
Menu de Acompanhantes RJ

HOME ACOMPANHANTES FOTOGRAFOS CONTOS ERÓTICOS CONTATO

PHOTOSHOP CRIAÇÃO DE SITES VÍDEOS PARCEIROS

Casting de Acompanhantes RJ
 
 
Meu marido adora ser corno


Me chamo Vera, tenho 32 anos, sou mulata, tenho pernas grossas, cintura fina, peitos médios e durinhos, e um bundão de deixar qualquer macho babando. Meu marido se chama Oziel, tem 35 anos, é branco, alto e forte, tem um belo físico e é muito bonito também, somos um casal bem atraente aos olhos de todos, mas meu marido e eu temos um segredo que ninguém da família imagina, ele sente muito tesão em ser corno, morre de prazer em me ver sendo comida por outro macho, ele goza mais me vendo fudendo com outra rola do que quando ele mesmo me come. Tudo começou a três anos atrás, quando ele me confessou que tinha esse desejo, achei estranho no começo, mais aos poucos ele foi me convencendo, foi me mostrando vídeos de esposas corneando seus maridos, e ficava dizendo como seria gostoso se fosse eu naqueles vídeos, que ele ia adorar me ver naquelas rolas, e eu acabava ficando cheia de tesão imaginando. De tanto ele me atentar, acabou me convencendo experimentar outra pica, disse a ele que topava, mas tinha que ser com uma pessoa bacana e de confiança, meu marido então me contou que já tinha a pessoa certa, um engenheiro que estava estagiando na empresa que ele trabalha, disse que o cara era bonito e que eu ia gostar dele, e o melhor, em um mês o estágio acabaria e o rapaz voltaria pra sua casa no sul, provavelmente não o veríamos mais. Oziel convidou o rapaz pra jantar na nossa casa numa sexta, me ligou e disse que chegariam as nove, me pediu pra por uma roupa bem ousada pra chamar bem atenção, e de preferência que ficasse sem calcinha pra provocar bastante o rapaz. Fiquei super nervosa de pensar que tinha chegado o dia que meu marido tanto esperava, mas fiz o que ele pediu, preparei o jantar, coloquei o vinho pra gelar, coloquei um vestido bem decotado e super curto que deixavam meus seios e minhas pernas praticamente de fora, e fiquei sem calcinha como ele pediu. Assim que eles chegaram, meu marido nos apresentou, Rafael o nome dele, 26 anos, branquinho, cabelo liso, olhos verdes e um sorriso lindo de menino, mais gato que imaginei, demos dois beijos no rosto e eu já notei que os olhos dele quase comeram meus seios. Nos sentamos eu e meu marido em um sofá e ele no sofá de frente pra nós, servi um vinho e ficamos conversando, eu cruzava minhas pernas pra um lado, e depois descruzava discretamente, já dava pra notar como o rapaz estava nervoso e sem graça, ele tentava disfarçar mas não conseguia parar de olhar, tava claro que já tinha percebido que eu estava sem calcinha, eu me inclinava na frente dele pra servir mais vinho e deixava os peitos quase na boca dele. Fomos pra sala de jantar, servi uma massa, e enquanto a gente comia, eu resolvi dar uma provocada maior, comecei alisar a perna dele com meu pezinho, meu marido fingindo que não tava notando conversava normalmente, e o rapaz se deliciando com a maior cara de safado, teve um momento que eu levei meu pé até as bolas e esfreguei de leve no pau que já estava muito duro. Depois do jantar voltamos pra sala e continuamos no vinho, eu já estava soltinha por causa do efeito, e nosso convidado também, não tirava mais os olhos de mim, nem se importava mais com a presença do meu marido. Coloquei uma música lenta no rádio e chamei Oziel pra dançar, ele disfarçou dizendo que tava cansado e pediu pra eu dançar com Rafael, ele prontamente aceitou o convite e dançamos de corpos bem colados, dava pra sentir a rola dura latejando dentro das calças roçando na minha buceta, meu marido pediu licença e disse que ia fumar um cigarro na varanda, falou pra gente ficar a vontade, foi a nossa deixa pra começar rolar a sacanagem. Rafael começou passar a mão na minha bunda e beijar meu pescoço, fiquei molinha de tesão, minha buceta já tava pegando fogo, ele perguntou no meu ouvido se eu queria pegar no pau dele, só balancei a cabeça afirmando que sim, ele botou pra fora e eu segurei firme e dei uma punhetada, pau grande e grosso do jeito que eu gosto delicioso e cabeçudo, não resisti e me ajoelhei mamando aquele pauzão, Rafael ainda falou pra eu parar que meu marido podia voltar, aí eu disse a verdade, relaxa pode ficar tranquilo que é isso que ele quer, foi por isso que ele te trouxe aqui hoje, tá doido pra levar chifre, ele ficou um pouco espantado com a novidade, e falou: é por isso que você tá me provocando desde o início então ? Eu disse é. Então ele falou: se é chifre que ele quer, então ele vai ter. Tiramos a roupa ali mesmo e caimos no tapete fazendo um 69 maravilhoso, eu mamando a piroca gostosa dele, e ele chupando e lambendo minha buceta toda, eu comecei gemer alto e quando vi, meu marido já estava atrás do sofá assistindo tudo e batendo uma punhetinha, Rafael olhou pra ele, e ele disse que tava tudo bem, que podia continuar, minha buceta já tava quase pegando fogo de tanta linguada, eu já tava doida pra sentar naquela piroca, me ajeitei por cima e sentei bem devagar pra sentir bem a pica entrando, que delícia, eu ali sentada no caralho de outro macho gostoso na frente do meu marido, com ele cheio de tesão em me ver ali, nunca pensei que fosse tão bom assim, rebolei e sentei no pau com vontade, gozei duas vezes sentada na vara de Rafael, ele segurava meus seios e me chamava de gostosa, eu pedia pra ele me xingar, e ele me chamava de puta vadia, cachorra safada, minha bunda esfregava nas bolas enquanto eu sentava com força no pau, ele me beijava na boca de língua e também mamava meus seios, quando ele disse que ia gozar, sai de cima pra ele não gozar dentro, fiquei de joelhos, ele levantou e gozou tudo nos meus seios me deixando toda lambuzada de porra. Meu marido também gozou na punheta. Fomos pro chuveiro juntos e a sacanagem rolou solta, meu marido só assistia, o pau já tava duro novamente, e ele já tava punhetando de novo. Rafael também já tava no ponto, fomos pra cama e eu dei pra ele em todas as posições, eu já tinha gozado mais umas duas vezes e ele continuava me comendo sem parar, o pau entrava e saia da minha xota direto. Quando ele me comeu de quatro, teve um momento que tirou o pau da minha buceta e pincelou no meu cuzinho, senti um friozinho na barriga, mais deixei ele encaixar a cabeça, depois foi entrando tudo e ficou gostoso pra caralho sentir aquela rola arrombando meu cú, eu olhava pro meu corninho e falava: olha amor, era isso que você queria ? Você queria ver outro comendo meu cuzinho assim, queria amor ? Olha amor que delícia, olha amor ele tá comendo meu cuzinho, aiiii que pau gostosoooo amooor...
Meu marido até gozou de tanto tesão, e Rafael acabou gozando feito um cavalo também dentro do meu cú, foi tanta porra, que escorreu pra fora e deslizou pela minha coxa. Depois disso dormimos exaustos, eu e Rafael na cama e meu marido no chão feito um cachorrinho. De manhã, Rafael já acordou de pau duro e me comeu muito de novo antes de ir embora, meu marido assistiu a tudo e ficou muito feliz e satisfeito, finalmente realizou o sonho de ser corno. Rafael a pedido do meu marido, saiu do hotel que estava hospedado e passou o resto do mês na nossa casa, nem preciso dizer que levei vara todas as noites. Nunca fodi tanto e gozei tanto na vida. Meu marido passou quase um mês dormindo no chão só na punheta, coitado, mas feliz da vida. Pena que o estágio acabou e Rafael voltou pra namorada dele no sul. Nunca mais o vimos, tenho muita saudade daquele mês maravilhoso que eu aprendi ser puta pra agradar meu marido. Até hoje a gente se diverte com outros machos, eu me acabo na vara deles e meu marido corninho se acaba na punheta. Beijo a todos !



Enviado por Vera em 11/03/2018

 

VOLTAR PARA ÍNDICE DE CONTOS ERÓTICOS ENVIE-NOS SEU CONTO ERÓTICO OU SEU RELATO

 

Se você gostou desse Conto Erótico e quiser recomendá-lo use um dos códigos abaixo:

Redes Sociais EM BREVE
Amigo INDICAR ESSE CONTO POR E-MAIL PARA UM AMIGO

Todos os contos foram enviados por internautas e se tratam de obra de ficção.
Não temos nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo dos textos aqui representados.
Caso vcoê se sinta ofendido com algum dos textos basta nos solicitar sua retirada.

 
 
©Copyright since 2000 - Todos os Direitos Reservados para Queroumencontro.com
Queroumencontro.com - acompanhantes, garotas de programa, fotos, videos, erotismo, pornografia grátis.

hit counters