Contos eróticos, relatos eróticos e histórias pornô. Queroumencontro.com
Queroumencontro.com
Envie você também o seu relato erótico, conte suas experiências, fetishes e desejos. Queroumencontro.com
Menu de Acompanhantes RJ

HOME ACOMPANHANTES FOTOGRAFOS CONTOS ERÓTICOS CONTATO

PHOTOSHOP CRIAÇÃO DE SITES VÍDEOS PARCEIROS

Casting de Acompanhantes RJ
 
 
Minha vizinha Janeti


Olá, meu nome é Bruno, tenho 32 anos e sou casado com uma mulher de 29, o que vou contar começou acontecer comigo no meio desse ano, quando eu estava de férias do trabalho. Minha esposa tem uma amiga que se chama Janeti, ela é nossa vizinha, mora duas casas depois da nossa, é uma negra linda e muito gostosa, tem uma bunda de deixar qualquer um doido, e uns peitões grandes e firmes, ela tem mania de andar com umas blusinhas soltinhas sem nada por baixo, e usa shortinhos bem curtos, que deixam aparecer até a polpa da bunda gostosa, quando não é isso, está com vestidinhos bem curtos e salto alto, anda sempre com as unhas pintadas, maquiada e aplique nos cabelos, um tesão de mulher. Janeti tem 30 anos, é casada e não tem filhos, trabalha em um salão de beleza no centro da cidade, ela e minha esposa se dão muito bem, vivem de conversa uma com a outra. Um dia minha esposa me contou que Janeti estava bolada com o marido, falou que ele quase não fazia mais sexo com ela, que só vivia cansado e que só queria saber de trabalho, e isso estava deixando a amiga dela fula da vida, já que ela adorava sexo e queria todos os dias, Minha esposa me contou que Janeti comprou até um vibrador pra se satisfazer nas horas vagas, mas o marido não sabia. Ela é daquelas que tem muito fogo na buceta e é louca por pica, mas o maridão não tava dando conta. Toda vez que Janeti ia lá em casa, eu reparava que ela dava umas olhadas pra mim de um jeito diferente, as vezês até fazia umas brincadeiras meio sacanas na frente até da minha esposa, que inocente não percebia nada, mas eu tinha certeza que ela tava de maldade. Fiquei dias pensando num jeito de trocar uma ideia com a vizinha sem minha esposa estar perto, só pra ver qual era a dela. Num belo dia de domingo, minha esposa foi passar o dia na casa da mãe e só voltaria de noite, fiquei em casa sozinho e resolvi beber uma gelada, quando passei de frente a casa de Janeti, ela estava sentada no portão vestindo só um top e uma saia curtinha bem a vontade, fiquei com tesão só de ver aquelas coxas, daí nós nos cumprimentamos, e como quem não quer nada perguntei pelo marido, ela disse que tinha ido trabalhar em pleno domingo e só voltaria a noite, falei pra ela que eu estava na mesma, minha esposa também só voltaria de noite da casa da minha sogra, ela deu um sorriso malicioso e disse que a gente era dois abandonados, perguntei se ela queria beber umas cervejas comigo na minha casa, ela ficou meio sem jeito, disse que podia pegar mal, mas falei que não tinha nada a ver, a gente ia ficar na varanda e não tinha nada demais, ela acabou topando e fomos. Chegando lá liguei o som e coloquei uns pagodes bem animados, começamos beber e bater papo, no inicio tudo sem maldade, mas depois da quinta garrafa, Janeti começou a se soltar e o papo foi ficando mais quente, não demorou muito pro assunto chegar no sexo, comecei botar uma pilha e ela foi ficando cada vez mais a vontade, e eu empurrando cerveja nela sem parar. Janeti começou falar mal do marido, disse que ele não era homem pra ela, chamou o coitado até de broxa e disse que tava precisando de um macho de verdade. A essa altura ela já estava pra lá de Baguidá, e minha pica já estava estourando por dentro da bermuda de tão doido que eu tava pra comer aquela mulher gostosa. Então resolvi dar uma de doido e arriscar, chamei ela pra dentro de casa dizendo que queria mostrar uma coisa, ela entrou e perguntou com cara de safada o que era, tirei meu pau duro pra fora e disse pra ela que era assim que ela me deixava toda vez que chegava perto de mim, ela arregalou os olhos olhando pro meu pau que latejava de tão duro, ela disse: menino você é doido, como é que você faz uma coisa dessas comigo ? Você sabe a quanto tempo eu não dou uma boa foda ? Não faz isso, sua mulher é minha amiga. Eu respondi: deixa de ser boba, ninguém precisa ficar sabendo, fica sendo um segredo só nosso, eu sei que você quer. Ouvindo essas palavras, Janeti não pensou em mais nada e foi me agarrando e me beijando, um beijo molhado e gostoso, cheio de tesão, fazia tempo que eu era doido pra beijar essa sua boca linda, falei pra ela. Ela me respondeu que fazia tempo que ela era doida pra me pegar também, mas não tinha coragem por causa da minha esposa. Tiramos a roupa e fizemos um 69 gostoso ali mesmo no tapete da sala, chupei e lambi a xota carnuda e depilada até fazer ela gozar na minha língua, eu também não aguentei com o boquete delicioso e acabei gozando na boca dela, a danada engoliu tudo e ainda continuou mamando a minha rola com tesão até ficar dura novamente, depois ela sentou em cima e cavalgou gostoso no caralho, fudeu feito louca no cio, dava pra sentir o bundão pressionando minhas bolas, ela rebolava e gemia de tesão, a pica estava até o talo enterrada na buceta quente e molhada, ela gozou de escorrer pra fora e me lambuzar até o saco de tanto gozo que descia, nunca tinha visto uma mulher gozar assim. Meu pau saiu de dentro todo lambuzado com a porra de Janeti. Botei ela de quatro no sofá, dei uma linguada caprichada no cuzão, pincelei a cabeça do meu pau na buceta pra deixar bem molhadinha e enfiei no rabo sem pedir licença, que cú gostoso, quente e macio, nunca fodi um cú tão gostoso assim, bombei gostoso naquele rabão que rebolava e pedia mais. Que tesão de mulher, que negra maravilhosa, eu metia e ela empinava e rebolava o bundão pra me deixar mais doido, não segurei mais e gozei gostoso dentro daquele cú maravilhoso. Quando tirei o pau de dentro, ela ficou piscando o cuzinho e jogando a porra pra fora, e ainda mandando eu olhar o espetáculo, parecia uma cachoeira de leite saindo do cuzinho. Depois disso ela tomou uma ducha pra se limpar e foi pra casa esperar o marido chegar, minha esposa chegou algum tempo depois também, e não desconfiou de nada. Na segunda feira de manhã liguei pra ela e marcamos de nos encontrar num motel, na terça Janeti inventou uma desculpa no trabalho pra faltar serviço sem o marido dela saber é claro, peguei ela com meu carro no ponto de ônibus e partimos, passamos o dia inteiro trancados numa suíte com direito a sauna, piscina e frigobar. Fodi tanto Janeti naquele dia que meu pau chegou ficar esfolado, mas valeu demais a pena. Hoje em dia somos amantes e continuamos nos encontrando escondidos, minha esposa nunca desconfiou de nada e continuam sendo as melhores amigas, o marido de Janeti também nem imagina que a mulher dele é minha agora. Sei que oque estamos fazendo não é certo, mas o tesão que sentimos um pelo outro é demais, e vamos levando essa loucura até onde der pra chegar. Obrigado pela atenção. abraço !



Enviado por Bruno Leonardo em 20/12/2017

 

VOLTAR PARA ÍNDICE DE CONTOS ERÓTICOS ENVIE-NOS SEU CONTO ERÓTICO OU SEU RELATO

 

Se você gostou desse Conto Erótico e quiser recomendá-lo use um dos códigos abaixo:

Redes Sociais EM BREVE
Amigo INDICAR ESSE CONTO POR E-MAIL PARA UM AMIGO

Todos os contos foram enviados por internautas e se tratam de obra de ficção.
Não temos nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo dos textos aqui representados.
Caso vcoê se sinta ofendido com algum dos textos basta nos solicitar sua retirada.

 
 
©Copyright since 2000 - Todos os Direitos Reservados para Queroumencontro.com
Queroumencontro.com - acompanhantes, garotas de programa, fotos, videos, erotismo, pornografia grátis.

hit counters