Contos eróticos, relatos eróticos e histórias pornô. Queroumencontro.com
Queroumencontro.com
Envie você também o seu relato erótico, conte suas experiências, fetishes e desejos. Queroumencontro.com
Menu de Acompanhantes RJ

HOME ACOMPANHANTES FOTOGRAFOS CONTOS ERÓTICOS CONTATO

PHOTOSHOP CRIAÇÃO DE SITES VÍDEOS PARCEIROS

Casting de Acompanhantes RJ
 
 
FUDI GOSTOSO COM MEU MÉDICO


Já fazia algum tempo que deveria fazer minha visita ao Ginecologista. Ele se chamava Paulo e era um homem muito lindo e gostoso. Tinha 30 anos e tinha um corpo atlético. Da última vez que consultei, quase que me denunciei, pois quando me tocou lá dentro de minha bucetinha, senti que seus dedos, não sei se por querer, roçavam meu clitóris, desavergonhadamente e isto deu-me uma sensação tão gostosa que fiquei toda molhadinha.
Ele notou e prolongou mais do que de costume, o exame. Tive de me controlar, pois o gozo esteve por um fio para explodir com aquele enorme dedo a me explorar e roçar minha bolinha enlouquecida.
Toni havia viajado e já estava fora há 10 dias. Estava em ponto de loucura por sexo, pois sou muito gostosa e apesar de estar com 36 anos, sou muito fogosa e adoro fuder. Meu Toni me satisfaz plenamente, quando está em casa. O meu problema é que ele vive viajando.
Nesses momentos de solidão, não aguento ficar sem um pau bem duro fudendo minha bucetinha enlouquecida. Nessas situações, muitas vezes saio pelos shoppings de minha Cidade e, normalmente, consigo um jovem lindo para me levar a um motel e me satisfazer.
Nesse dia, aproveito para fuder até deixá-lo sem forças. O bom é que os jovens também são insaciáveis e me satisfazem por completo. Procuro sempre escolher algum que tenha corpo atlético e que me dê a impressão que possua um pau bem grande. Sou especialista em reconhecer esses espécimes raros.
Resolvi marcar uma consulta com o Dr. Paulo. Não havia mais vagas para o dia. Pedi que falasse com ele, dei meu nome, Marcela. Logo a Secretária retornou a ligação e disse-me que poderia ir às 17:00 h e que e seria a última consulta do dia. Falou-me se haveria problema dela não estar junto na consulta, pois teria que ir para a Faculdade. Falei-lhe que não.
Logo meus pensamentos libidinosos começaram a fantasiar e uma enorme excitação tomou conta de minha bucetinha, a ponto de quase ser obrigada a me masturbar para acalmar aquele fogaréu que tinha dentro dela. Resolvi controlar-me e aguardar o que iria acontecer à tarde.
Tinha certeza que o Paulo fizera por querer em me deixar por última.
Tomei um banho bem gostoso, vesti uma calça bem justa, sem calcinha e uma blusa, sem soutien. Fiquei muito gostosa. Meus seios pequeninos estavam com os biquinhos duros e saltados, aparecendo sob minha blusa preta.
Chequei no horário e a Secretária já estava saindo. Logo saiu a paciente que estava com ele.

- Olá Marcela, demoraste para aparecer desta vez?

Veio em minha direção e deu-me um abraço, colando seu corpo contra o meu e dando-me um beijo que roçou minha orelha. Aquele contato arrepiou-me toda e logo senti que minha bucetinha começava a ficar úmida de prazer.

- O problema é que nunca tens vaga. As mulheres gostam de ti, pois estás sempre com os horários cheios!

- Tens razão. Mas hoje consegui um horário especial, para te atender, sem pressa!

Aquela expressão "sem pressa", fez com que eu tivesse a certeza de que hoje não conseguiria me controlar...

- Bem vamos ver, como tens passado? Falou Paulo, com os olhos fixos nos biquinhos de meus seios que teimavam em ficar durinhos, apontando para frente, estufando minha blusa.

- Tudo bem, mas sempre gosto de fazer minhas revisões. Aproveitei que o Toni está viajando e vim aqui para o exame...
- Ah é! E quantos dias está fora?

- Faz 10 dias que estou sozinha...
- Nossa, deves estar muito solitária! Como consegues?

- Realmente, é muito ruim, pois sinto muita falta dele...

- Falta dele em que sentido? Falou com os olhos brilhantes.

- Bem... somos um casal que se ama muito e apesar do tempo de casados, vivemos uma paixão muito grande, pois nos amamos muito e é gostoso estarmos juntinhos...
- Então deves estar louca de saudades! A palavra "saudades" saiu com uma entonação de voz diferente, maliciosa...

- Estou sim. Louca que volte para podermos namorar, como sempre fazemos quando estamos juntinhos! Arrependí-me de ter falado aquelas palavras, pois isso certamente levaria Paulo a imaginar que estava louca por sexo. Agora, azar! Já falei. Pensei.

- Bem, vamos aos nossos exames. Vá lá na salinha, tire tua roupa e deite naquela maca para que possa ver como está esse corpinho lindo! Oh, desculpe-me pela ousadia! Mas fazer o quê se falei a verdade? Realmente, tens um corpo muito lindo e posso te dizer, com certeza, és uma mulher muito linda! O Toni está de parabéns por ter uma princesa ao seu lado, muito linda e também, com o devido respeito, MUITO GOSTOSA!!!
- OH, obrigada! Sinto-me lisonjeada e orgulhosa por receber esse elogio de outro homem que não seja o meu Toni! É muito bom recebermos elogios, principalmente quando partem de um homem tão gentil e lindo como você!
- Que nada Marcela! Você merece, pois és uma mulher encantadora e que perturba qualquer homem que esteja contigo, principalmente agora, que estou tão perto de ti. És muito linda e deves receber muitas cantadas pela rua. Tenho ou não tenho razão?
Olha, vou te confessar que falaste a verdade. Sou muito assediada quando me encontro sozinha. Sabias que até mulheres já me assediaram? Falei com os olhos brilhantes.
Muito excitada e com minha bucetinha já toda molhadinha, fui para a sala. Encostei a porta.

Vi que Paulo colocou-se atrás do pequeno intervalo que havia na porta, para espiar-me.Resolvi provocá-lo. Retirei, minha blusa bem devagarinho e fiquei de lado para que pudesse ver meus seios de guriazinha com os biquinhos durinhos e loucos para serem beijados por um homem. Notei que se mexeu no outro lado.
A seguir, baixei minha calça lentamente e mostrei-lhe minha bundinha redondinha e apetitosa. Imaginei que já deveria estar de pau duro, vendo-me nuazinha.
Virei-me e mostrei-me totalmente nua e de frente, para que pudesse ver e admirar minha bucetinha quase sem pelos...
Só em imaginar que aquele homem gostoso estava ali atrás daquela porta, de pau duro, quase fez-me ter um orgasmo. Estava muito louca e desejosa que aquele homem lindo me pegasse e fizesse tudo comigo!
Do jeito que me encontrava, deixaria fazer de tudo comigo.
Naquele momento meus pensamentos estavam voltados estritamente para aquilo que gostaria que fizesse comigo. Afinal, estávamos somente nós dois, com todo o tempo disponível para fazermos tudo o que nossos desejos determinavam. Desejava-lo loucamente e estava louca para ser fodida! Queria ser sua putinha...
- Estás pronta? Perguntou.
- Sim, já estou deitada. A cama era um pouco alta e diferente. Fiquei deitada, com as pernas semi-abertas, aguardando ansiosa, para que visse meu corpo nuzinho.

Paulo entrou e seus olhos brilharam ao me ver deitada naquela cama. Vi que sua calça estava estufada para a frente, mostrando que seu pau estava ereto, louco para me fuder. Senti que aquela não seria uma consulta e sim um encontro entre um homem e uma mulher que estavam se desejando loucamente.
- Nossa, mas estás em plena forma Marcela!!!!! Que corpo maravilhoso! Estás com tudo em cima, como se fala. Permita-me dizer-te que és muito gostosa!!!

- Vamos ver esses seios de guriazinha como estão!
Logo suas mãos começaram a passar por cima dos biquinhos, fazendo com que ficassem duros como uma pedra. Dei um suspiro de prazer com os carinhos que suas mãos me faziam. Paulo notou e seus olhos brilharam mais ainda.

- Aqui está tudo bem. Vamos ver o resto. Lentamente suas mãos foram descendo, apalpando minha barriga e descendo para minha bucetinha.

- Levante suas pernas e abra-as para que eu possa ver como estás aqui. Seu dedo tocou-me exatamente em cima de meu clitóris que estava avantajado pelo desejo daquele pau que estava duro e louco para me fuder.

Quase dei um salto quando me tocou. Paulo sentiu e notou que estava superexcitada. Abriu meus lábios vaginais e com muito carinho e delicadeza, foi enfiando seu grosso dedo dentro de minha bucetinha. Aquilo foi a gota dágua para ele e para mim. Gemi de prazer...
-Aiii...hum...
Ele não se conteve e falou:
- Marcela, desculpe-me, mas não aguento mais de desejo de te amar. Te desejo e vou beijar essa tua bucetinha gostosa, te fazer gozar igual uma putinha .

Logo senti sua língua passar freneticamente em cima de meu clitóris avantajado. Uma explosão gostosa eclodiu em meu cérebro e comecei a gozar loucamente com aquele língua que passava forte e rápida sobre meu clitóris. Estava durinho como se fosse um pau de menino.

-Aiiiiii... hummmm, meu homem gostoso... aiiii que língua... mais forte... aiiii.... assimmmm!!! Aiii que gostoso! Estou gozando.... ai meu macho... te desejo!!! Hoje quero que me fodas com esse pau duro e grande!!! Quero te sentir e ser a tua putinha. Aiii... hummm...

Depois de uns cinco minutos esfregando aquela língua dura em minha bolinha insandecida e me fazendo ter dois orgasmos fortíssimos, veio me beijar com loucura e, ao mesmo tempo fui abrindo seu cinto e baixando sua calça. Logo apareceu um enorme e duro pau, apontando para cima, pulsante. Agarrei-o e comecei a masturbá-lo...

Paulo pegou-me no colo e levou-me para um quarto ao lado, onde havia uma cama. Quis beijar aquele pau e devolver os carinhos que me havia dado há pouco. Posicionou em cima de mim, oferecendo-me aquele pau férreo para que o engolisse e, ao mesmo tempo iniciou um 69 gostoso, levando-me às nuvens, de tanto prazer...

Quando comecei a sentir que o gozo estava chegando, falei:
- Aiiii... não aguento mais de desejooo... me fode!!!! Enfia logo esse pau duro eminha buceta!!! Não aguento mais!!! Quero ser fudida com toda a intensidade que podes me proporcionar. Minha bucetinha está molhadinha, louca para receber todo esse pau duro dentro dela!! ME FODE PAULO!! VEM!!
Posicionou-se no meio de minhas pernas, pegou seu enorme pau e guiou-o para minha entradinha e, numa estocada firme e forte, enterrou todo aquele feixe de nervos duros, até o fundo de minha buceta, fazendo-me delirar de prazer...

- Aiiiiiiii que pau duro e grosso!!!! Hummmm... que pau gostoso... Como é grande! Sinto que dilatou minha bucetinha. Ai que gostoso... ME FODE!!!!!!!!! Gritei louca de desejos por aquele macho gostoso que me fazia delirar com suas estocadas fundas e duras. Seu pau dilatava minha bucetinha quando ia até o fundo.

- Nossa Marcela, que bucetinha apertadinha que tens!!! Tanto tempo de casada e pareces virgem!! Pelo jeito teu maridinho não deve ter um pau muito grosso, pois dá para sentir o quanto és apertadinha. Nunca fudi uma buceta tão apertadinha e gostosa como a tua! Te desejo minha gostosa!!! Sente como estou louco por essa buceta gostosa!!! Paulo ia enfiando fundo seu pau dentro de minha buceta e ao mesmo tempo ia falando palavras gostosas em meus ouvidos.

- Aiii meu homem gostoso, sim, teu pau é bem maior do que o do meu Toni. Preencheu minha bucetinha todinha. Dá para sentí-lo roçando! Ai como és gostoso! Que pau!!!! Te desejo... aiiii vou gozar novamente... ai, ai meu amor... meu homem gostoso... aiiii que bom... hummmm... estou gozandoooooo... aaiiiiii.
Não aguentei e explodi num gozo fortíssimo, como nunca havia experimentado com o meu Toni. Aquele pau estava me deixando doída.

Paulo continuava firme duro, entrando e saindo, entrando fundo em minha bucetinha enlouquecida pelo prazer louco que estava me proporcionando.
Era a primeira vez que estava fodendo com um homem tão forte e fogoso. Sempre fantasiara com a chegada desse dia. Não imaginava que seria tão bom... tão gostoso...

Paulo acelerou seus movimentos e senti que seu pau ficara mais duro e grosso dentro de minha buceta.

- Aiiii Marcela... minha mulherzinha gostosa... vou gozar dentro dessa bucetinha apertadinha... aiiiii meu amorzinho... Aiiiiiiiii... Hummmmmmm... Enfiou-se fortemente dentro de mim e deu um grito... Senti uma caudal de porra invadir-me. Gozei novamente, dessa v ez junto com ele... com uma intensidade jamais sentida por mim!

- Também estou gozando meu macho! Nossa, que pau gostoso que tens! Deixou-me de pernas bambas!

Ambos caímos desmaiados, de tanto gozo....

Ficamos até às 20:00 h fodendo, sem parar, pois Paulo era insaciável e eu estava debutando com um homem que não era igual ao meu e àqueles que já havia fudido antes.
Achei muito gostoso fuder com ele.
Não sei como será daqui para a frente, quando o Toni tiver que ficar dias fora, viajando. Acho que irei convidá-lo para me fuder com toda a potência daquele pau gostoso e duro, lá na minha casa, na minha cama...



Enviado por MARCELA, UMA MULHAR CASADA INSACIÁVEL E LOUCA PARA FUDER em 26/11/2017

 

VOLTAR PARA ÍNDICE DE CONTOS ERÓTICOS ENVIE-NOS SEU CONTO ERÓTICO OU SEU RELATO

 

Se você gostou desse Conto Erótico e quiser recomendá-lo use um dos códigos abaixo:

Redes Sociais EM BREVE
Amigo INDICAR ESSE CONTO POR E-MAIL PARA UM AMIGO

Todos os contos foram enviados por internautas e se tratam de obra de ficção.
Não temos nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo dos textos aqui representados.
Caso vcoê se sinta ofendido com algum dos textos basta nos solicitar sua retirada.

 
 
©Copyright since 2000 - Todos os Direitos Reservados para Queroumencontro.com
Queroumencontro.com - acompanhantes, garotas de programa, fotos, videos, erotismo, pornografia grátis.

hit counters