Contos eróticos, relatos eróticos e histórias pornô. Queroumencontro.com
Queroumencontro.com
Envie você também o seu relato erótico, conte suas experiências, fetishes e desejos. Queroumencontro.com
Menu de Acompanhantes RJ

HOME ACOMPANHANTES FOTOGRAFOS CONTOS ERÓTICOS CONTATO

PHOTOSHOP CRIAÇÃO DE SITES VÍDEOS PARCEIROS

Casting de Acompanhantes RJ
 
 
Selma com o negrão


Eu e minha esposa Selma fomos no fim de semana curtir uma roda de samba do outro lado da cidade, ela foi vestida com uma saia bem curta que mostrava bem suas pernas e quase dava pra ver sua bunda, uma sandália de salto alto e um top bem decotado desses que os peitões quase saltam pra fora, nem preciso dizer que minha esposa chamou atenção de tudo que é macho. Ela bebeu algumas caipirinhas e logo estava soltinha do jeito que eu gosto, sambando e rebolando daquele jeito, não demorou pra um negrão começar a comer Selma com os olhos, o cara era alto e forte, devia ter uns trinta anos no máximo, se aproximou e a convidou pra dançar, ela me olhou como quem pede autorização e eu concordei de imediato é claro, Selma dançou coladinha com o cara, e da onde eu estava dava pra ver os dois cochichando e rindo muito, pareciam até íntimos depois de algumas danças, no intervalo ela voltou pra nossa mesa e me contou que o cara se chamava Hudson e que ele ficou de pau duro o tempo todo enquanto eles dançavam, disse que dava até pra sentir latejando dentro das calças de tão volumoso, fiquei todo exitado quando ela me disse que queria dar pra ele, fez carinha de pidona e falou: Você deixa amor, deixa sua Selminha experimentar a pica desse negrão gostoso, deixa amorzinho ? Eu: Você quer sentar na pica do negrão amor, quer ? Ela: Eu quero amor, eu quero aquela pica na minha bucetinha. Convidamos Hudson pra sentar na nossa mesa, ele me disse que eu era um homem de sorte por ter uma mulher tão bonita, depois de duas cervejas e um rápido papo, peguei o carro e fomos pra um lugar bem deserto, Selma foi no banco de trás com o cara enquanto eu dirigia, os dois no maior amasso, pelo retrovisor eu via os dois se beijando de língua e ela já sem o top com os peitos de fora, ele alisava e chupava os dois biquinhos um de cada vez, com uma das mãos ele já tocava na buceta dela e arrancava gemidos da vadia, meu pau já tava explodindo de tanto tesão vendo aquilo tudo no banco de trás do meu carro. Parei numa praia deserta e pedi pra eles fazerem de conta que eu não estava ali, Hudson abriu as calças e saltou uma pica dura tão grande pra fora, que até eu me assustei, nunca tinha visto algo assim, devia ter quase trinta centímetros, no mínimo vinte e cinco, e tão grossa que Selma não conseguia envolver com uma mão, teve que usar as duas pra punhetar, até ela se assustou um pouco quando segurou a jeba, me olhou com cara de espanto como quem diz, será que vou aguentar ? Mas ela não correu, tentou enfiar na boca, mas não coube nem a cabeça, teve que lamber pelas beiradas de tão grosso, lambeu a cabeçona e chupou o tronco até as bolas, com as duas mãos ela punhetava e gemia feito uma puta enquanto Hudson chupava sua xota e o seu cuzinho. Não demorou e minha esposa gozou aos berros na língua do cara, que por sinal também não segurou e soltou jatos de porra tão grandes que lambuzaram ela inteira, parecia um cavalo gozando de tanto leite que saiu. Selma toda esporrada segurou a tora ainda meio dura, se posicionou por cima, e enfiou bem devagar na xota, foi sentando devagar até encaixar tudo, quando entrou ela soltou um gemido alto de dor e prazer, disse que tava sentindo a xota sendo arrombada, mas aguentou firme e começou rebolar e sentar na tora que já tava totalmente dura feito aço novamente, Selma se acabou na piroca do negrão, sentou e fudeu feito puta no banco de trás do meu carro, ela gozou umas três vezes com a jeba na xota, e o negrão continuava metendo sem parar, de vez em quando ela tirava um pouco pra respirar, e depois enfiava tudo novamente, depois de muito tempo comendo minha mulher, ele anunciou que ia gozar novamente, Selma saiu de cima e pediu pra ele gozar nos peitões, os jatos deram outro banho de porra que escorreram pela barriga e deixaram ela toda melecada. Depois dessa gozada, deixamos nosso amigo perto da casa dele e voltamos pra nossa. Selma tomou um banho e teve que colocar até pomada na xota de tão ardida que ficou, de tanto levar aquela vara grande e grossa do negrão. No outro dia tive que lavar até o carro por dentro, era porra pra todo lado, minha e do negrão, gozei duas vezes na punheta também, mas valeu a pena. Até a próxima.



Enviado por Gil corno manso em 30/06/2018

 

VOLTAR PARA ÍNDICE DE CONTOS ERÓTICOS ENVIE-NOS SEU CONTO ERÓTICO OU SEU RELATO

 

Se você gostou desse Conto Erótico e quiser recomendá-lo use um dos códigos abaixo:

Redes Sociais EM BREVE
Amigo INDICAR ESSE CONTO POR E-MAIL PARA UM AMIGO

Todos os contos foram enviados por internautas e se tratam de obra de ficção.
Não temos nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo dos textos aqui representados.
Caso vcoê se sinta ofendido com algum dos textos basta nos solicitar sua retirada.

 
 
©Copyright since 2000 - Todos os Direitos Reservados para Queroumencontro.com
Queroumencontro.com - acompanhantes, garotas de programa, fotos, videos, erotismo, pornografia grátis.

hit counters